<setembro de 2017>
domsegterquaquisexsáb
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
1234567

» Pesquisar:


»



Número de Visitas:  0073224
» Desenvolvido por:
Gastronomia
Inserida na Estremadura, a gastronomia típica do concelho de Torres Vedras e, neste caso particular, da freguesia de Ventosa, não difere muito da geral desta região. Determinadas épocas do ano são marcadas por pratos típicos específicos. Assim, por aqui, o apreciador da boa mesa pode degustar, por altura da Matança do Porco, que ocorre nos meses mais frios do ano, os enchidos, a Cachola, o Cozido e o Arroz de Peito; nas Vindimas, Batatas Cozidas com Bacalhau ou Atum de Barrica e Vinho; e, no Entrudo, o Galo Cozido ou Guisado para o jantar.
 
 
Cachola
 
Ingredientes:
 
Gordura de porco
Cachola do porco
Azeite
Cominhos
Colorau
Sal
Pimenta ou piri-piri
Cebola
Salsa
Louro
Vinho tinto
 
Preparação:
 
Coloca-se a gordura do porco junto com o azeite no fundo de um tacho a derreter, junta-se a parte mais mole da cachola (pulmões) e de seguida a parte mais dura (fígado). Tempera-se com cominhos, colorau, sal, piri-piri ou pimenta, e vai-se mexendo. De seguida adiciona-se a cebola picada, um ramo de salsa, o louro e vai-se refrescando com vinho tinto. Finalmente, pode juntar batatas partidas aos quartos ou cozê-las em separado.
Antigamente, havia quem pusesse uma ou duas colheres de sangue do porco, imediatamente antes de servir.
 
 
 
Arroz da Matança
 
Ingredientes:
 
1 língua de porco
1 coração de porco
1,2 kg de entrecosto
Vinagre
Molho de carne assada
600 gr a 800 gr de arroz
Sal
 
Preparação:
 
Preparam-se e lavam-se muito bem a língua e o coração do porco, e lava-se o entrecosto com vinagre. Cozem-se as carnes em água e sal.
Entretanto, mede-se o arroz e toma-se três vezes esse volume de água, que se leva ao lume com as carnes. Junta-se-lhe o molho de carne assada, deixa-se levantar fervura e introduz-se o arroz. Adiciona-se um pouco de vinagre e serve-se numa travessa, dispondo por cima as carnes cortadas em bocados.
 
 
 
Para acompanhar estes saborosos pratos, recomendam-se os vinhos brancos e tintos, produzidos na região correspondente à Denominação de Origem “Torres Vedras”, sendo considerados dos melhores vinhos que se produzem em Portugal.
As vinhas que se encontram pelas encostas de Ventosa destinam-se essencialmente à produção destes vinhos, existindo, para o efeito, duas Adegas Cooperativas na freguesia:
 
 
Adega Cooperativa de São Mamede de Ventosa
 
Arneiros
2560 Ventosa — Torres Vedras
Tel.: 261951182
Fax: 261951598
 
A Adega Cooperativa de São Mamede de Ventosa foi fundada em 19 de Janeiro de 1956. A esta cooperativa aderiram então cerca de 300 associados, com um total de produção de, aproximadamente, 2.200.000 Kg de uvas, facto que lhe conferiu, de imediato, uma importante representatividade.
Hoje em dia, conta com mais de dois mil associados, que possuem uma área total de vinhas de 1977,22 hectares. Cerca de 800 destes vitivinicultores fazem entregas regulares de uvas.
A sua área de intervenção abrange as freguesia de São Mamede da Ventosa, São Pedro da Cadeira, Silveira, Ponte do Rol, Turcifal e Freiria, do Concelho de Torres Vedras, e as freguesias de Encarnação e Santo Isidoro, ambas do concelho de Mafra.
A maior colheita desta Adega Cooperativa verificou-se no ano de 1983, com uma produção de uvas de 38.900.000 Kgs de uvas, que originaram 31.500.000 litros de vinho. É de realçar que a Adega Cooperativa de São Mamede da Ventosa foi a maior adega do país, a nível de produção, entre os anos setenta do século XX e 1996.
Os equipamentos existentes nesta cooperativa têm uma capacidade de recepção de 16.500 toneladas para as uvas tintas e 16.000 toneladas para uvas brancas. Estas instalações têm uma capacidade de armazenagem de 39 milhões de litros.
Actualmente, a Adega Cooperativa de São Mamede comercializa as seguintes marcas engarrafadas: Orla Marítima (Vinho de Mesa Branco e Tinto); Arieno (Vinho Regional Estremadura Leve Branco Tinto e Rosado); Dom Mamede (Vinho Regional Estremadura Branco e Tinto); Alma Vitis (DOC Torres Vedras Branco e Tinto); Torriano (Vinho de Mesa Branco e Tinto). Para o mercado intra-comunitário são comercializadas as marcas Bontempo (Vinho de Mesa Tinto); Dom Mamede e Alta Mesa (Vinho Regional Estremadura Branco e Tinto). Os Vinhos Orla Marítima e Dom Mamede, já referidos, são destinam-se também ao Mercado Externo.
A qualidade destes vinhos pode ser atestada pelos inúmeros prémios que, ao longo dos anos, a Adega Cooperativa tem arrecadado.
 
 
 
Sociedade de Vinhos do Casal do Castelão
 
Casal do Castelão
São Mamede da Ventosa
2560 Ventosa — Torres Vedras
Tel.: 261951209
Fax: 261951247
 
A Sociedade de Vinhos do Casal do Castelão foi fundada nos inícios do século XX. As suas vinhas estendem-se por uma área de sessenta e oito hectares, onde se destacam castas nobres internacionais (Cabernet Sauvignon, Chardonay) e castas tradicionais portuguesas (Malvasia, Aragonês,...).
 
 
 
No âmbito da doçaria tradicional, o visitante pode deleitar-se com o Arroz Doce, os Bolos de Ferradura e os deliciosos Pastéis de Feijão.
 
 
Arroz Doce
 
Ingredientes:
 
250 gr de arroz
7,5 dl de leite
250 gr de açúcar
3 gemas de ovos
Casca de limão
1 pau de canela
Canela em pó q.b.
 
Preparação:
 
Coloca-se o leite num tacho, leva-se ao lume, e quando começar a ferver junta-se o açúcar, o arroz, o sal, a casca de limão e o pau de canela. Assim que o arroz estiver cozido, retira-se do lume e deixa-se arrefecer um pouco. Batem-se as gemas à parte e juntam-se ao arroz, mexendo muito bem. Leva-se a lume brando. Serve-se numa travessa ou em pratinhos, polvilhado com canela.
 
 
 
Bolo de Noiva ou Bolo Ferradura
 
Ingredientes:
 
Farinha
Açúcar
Manteiga
Casca de limão
Sal
Fermento em pó
Soda
 
Preparação:
 
Num alguidar juntam-se todos os ingredientes e amassam-se manualmente. Depois de levedar um pouco, a massa é tendida em forma de ferradura e levada ao forno a cozer.
 
 
 
Pastéis de Feijão
 
Ingredientes:
 
Para a Massa:
250 gr de farinha
2 colheres de sopa de manteiga ou margarina
1,5 dl de água
Sal
 
Para o Recheio:
500 gr de açúcar
100 gr de feijão branco cozido
25 gr de amêndoas
6 ovos
6 gemas
Farinha
Açúcar em pó
 
Preparação:
 
Começa-se por fazer a massa: deita-se a farinha numa tigela e junta-se-lhe a manteiga derretida, uma pitada de sal e a água. Trabalha-se muito bem até formar uma bola. Tapa-se a massa com um pano seco e sobre este coloca-se um outro molhado, mas bem espremido, e deixa-se a massa levedar um pouco.
Entretanto, prepara-se o recheio: pelam-se as amêndoas e ralam-se. Passa-se o feijão pelo passador, juntam-se as amêndoas ao puré de feijão e adicionam-se os ovos inteiros e as gemas passados por um passador de rede.
Leva-se o açúcar ao lume com um pouco de água e deixa-se ferver até atingir ponto assoprado. Adiciona-se o xarope ao preparado de feijão, amêndoas e ovos. Mistura-se muito bem.
Enquanto o recheio arrefece, forram-se forminhas com a massa preparada e estendida fina. Enchem-se com o recheio, polvilham-se com um pouco de farinha e depois com açúcar em pó.
Levam-se a cozer em forno quente (225º C) durante cerca de 25 minutos.
 
Estes deliciosos Pastéis de Feijão são produzidos numa fábrica de Bonabal, a Marques e Lourenço — Doçaria, Lda., marca registada desde 1947.
 
[Reprodução Audio] Data de 23/06/2010
 

» Morada da J. de Freguesia

Av. Padre Manuel Antunes n°28 1°
Moçafaneira
2565-842 Ventosa TVD

Telefone: 261 950 430
Fax: 261 950 439
Telemóvel: 911500812
E-mail: jfventosa@sapo.pt

Horário de Funcionamento
Segunda a Sexta 9h00 ás 17h30 Não encerramos á hora almoço


» Farmácias de Serviço


» Meteorologia

» Para Hoje

Não existem eventos para hoje.